Diante da insistência do Mercantil do Brasil em desrespeitar a categoria demitindo funcionárias e funcionários, inclusive os que estão em tratamento médico, o Sindicato orienta todos aqueles que se encontram em tratamento a procurar a entidade sindical para esclarecimentos e para que se possa reforçar o combate às injustiças praticadas pelo banco. Bancários que dedicaram suas vidas ao Mercantil e que são os maiores responsáveis pelo crescimento do banco continuam sofrendo com as demissões, que muitas vezes são consumadas através do exame periódico, que tem validade de 135 dias.

Para o funcionário do banco e diretor do Sindicato, Vanderci Antônio, a covardia praticada pelo banco não é observada apenas na demissão dos trabalhadores em tratamento de saúde. “Também temos casos de demissões imotivadas daqueles que passaram dez, quinze, vinte anos ou mais a serviço da instituição. O banco trata seus trabalhadores como se fossem mercadorias descartáveis, com prazo de validade pré-determinado”, denunciou.

Já o funcionário do Mercantil e diretor do Sindicato, Marco Aurélio, reafirmou a necessidade da filiação dos bancários ao Sindicato. “O bancário sindicalizado tem acesso ao competente corpo jurídico da entidade, que é responsável por centenas de ações vitoriosas sobre os banqueiros. Além disso, o serviço é totalmente gratuito para os filiados”, afirmou.

Compartilhe: