Foto: Arquivo Sindicato

Em protesto contra a onda de demissões promovida pelo HSBC em todo o Brasil, que já atingiu cerca de 500 bancários, o Sindicato realizou ato e paralisou, nesta quarta-feira, 12, as atividades da agência Assembleia do banco, na avenida Olegário Maciel, em Belo Horizonte. Somente na base de BH e região, já foram registradas 13 demissões.

O processo pode caracterizar demissão em massa e bancários cobram o fim imediato das dispensas, assim como a reintegração dos que foram demitidos. Nesta quarta-feira, 12 de novembro, ocorre audiência pública no Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT-PR) entre representantes dos funcionários e o banco.

A pressão da categoria também fez com que o HSBC marcasse uma reunião com os trabalhadores para as 16h desta quinta-feira, 13 de novembro.

O funcionário do HSBC e diretor do Sindicato, Giovanni Alexandrino, afirmou que a mobilização de bancárias e bancários continuará até que acabem as demissões. “Chega de exploração e do desrespeito do banco inglês com os brasileiros”, cobrou.

Geraldo Rodrigues, que também é funcionário do banco e diretor do Sindicato, ressaltou que “a mobilização dos bancários é vital para pressionar o HSBC a colocar fim às demissões e realizar mais contratações, garantindo melhores condições de trabalho aos funcionários”.

Compartilhe: