Visando garantir a segurança de funcionários, clientes e usuários da agência 3120 do Itaú, no Ceasa, o Sindicato paralisou as atividades da unidade de trabalho nesta terça-feira, 15 de março. Uma infestação de escorpiões no local tem deixado inseguros os trabalhadores e todos que utilizam os serviços da agência, que temem ser picados a qualquer momento.

Desde 22 de dezembro de 2015, o Sindicato vem cobrando uma solução para o problema através do departamento de Relações Sindicais do Itaú. Porém, como o banco não tomou providências imediatas que garantissem condições dignas de trabalho na unidade, a saída foi a paralisação.

Após a ação do Sindicato e a pressão dos trabalhadores, o Itaú informou que está realizando dedetização no local e que uma reforma no piso da agência está prevista para o próximo fim de semana.

Também durante a paralisação nesta manhã, o banco agiu de forma irresponsável e desrespeitosa ao ser contatado pelos diretores do Sindicato. O departamento de Relações Sindicais do Itaú em Belo Horizonte, através do telefone, realizou ameaças inclusive de demissão dos trabalhadores da unidade em decorrência da paralisação. A fala foi ouvida por dirigentes do Sindicato através do sistema de viva voz do celular.

“Realizamos a paralisação para garantir a segurança e a integridade de funcionárias e funcionários. Não aceitamos que o banco ataque o direito de organização dos trabalhadores com ameaças como essa. Uma agência infestada por escorpiões coloca em risco a saúde e até mesmo a vida de todos que trabalham ou passam pelo local e, por isso, exigimos que o Itaú seja responsável e trate a questão com seriedade”, afirmou a funcionária do Itaú e diretora do Sindicato, Marilene Gualberto.

Compartilhe: