paralisacaobbparacatu1_29nov

Agência Rua Paracatu

Para protestar contra o desmonte do Banco do Brasil, funcionárias e funcionários de todo o país realizaram, nesta terça-feira, 29 de novembro, um Dia Nacional de Luta. Em Belo Horizonte, o Sindicato paralisou, durante toda a manhã, as atividades das agências Rua Espírito Santo, Praça Marília de Dirceu, Rua Paracatu e Rua Paraíba. Um ato foi realizado em frente à agência Rua Espírito Santo para chamar a atenção da população para a grave situação vivida no banco.

Sob o comando do governo ilegítimo de Temer, o Banco do Brasil anunciou fechamento de 402 agências e a transformação de outras 379 em postos de atendimento. A medida faz parte de um pacote de desmonte do banco público, que inclui também um Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (PEAI), com a finalidade de atingir 18 mil empregados, e o encerramento de 31 superintendências regionais.

A reestruturação foi anunciada, no dia 20 de novembro, sem qualquer debate prévio com os funcionários ou com as entidades de representação da categoria bancária.

Segundo o funcionário do BB e diretor da Fetrafi-MG, Rogério Tavares, só na capital mineira serão fechadas 11 agências, prejudicando funcionários e clientes. “Não podemos esquecer também dos terceirizados que, certamente, perderão o emprego com o fechamento das unidades. O BB mostra, com esta atitude, seu desrespeito aos trabalhadores. Defender o fortalecimento do Banco do Brasil é defender políticas públicas que são fundamentais para o combate à desigualdade em nosso país e, por isso, continuaremos mobilizados contra o desmonte promovido pelo governo golpista de Michel Temer”, afirmou.

Já o diretor do Sindicato e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, Wagner Nascimento, ressaltou que um pacote de medidas desse porte deveria ter sido discutido com a sociedade e os trabalhadores. “O Dia Nacional de Luta visa também alertar a população e o banco sobre os problemas causados pela reestruturação e os inúmeros casos de funcionários que estão perdendo seus cargos e seus locais de trabalho. Precisamos sensibilizar o BB a fim de que ele resolva os problemas causados por essa enorme reestruturação”, ressaltou.

paralisacaobbespiritosanto1_29nov

Agência Rua Espírito Santo

paralisacaobbparaiba1_29nov

Agência Rua Paraíba

paralisacaobbmariliadedirceu1_29nov

Agência Praça Marília de Dirceu

paralisacaobbespiritosanto4_29nov

Agência Rua Espírito Santo

paralisacaobbespiritosanto3_29nov

Agência Rua Espírito Santo

paralisacaobbespiritosanto2_29nov

Agência Rua Espírito Santo

Compartilhe: