O Sindicato participou, nesta quarta-feira, 29 de novembro, do Encontro Estadual sobre Segurança Bancária, organizado pela Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro de Minas Gerais Fetrafi-MG/CUT. O diretor Marco Aurélio Alves representou o Sindicato nos debates.

Durante o Encontro, foi apresentado o “Programa de Oficinas Regionais – Tornando Real a Capilaridade da Segurança Bancária nos Sindicatos”, um software que será alimentado pelos sindicatos de bancários de todo o Brasil com as informações divulgadas na mídia sobre eventos relacionados a assaltos a bancos, invasão patrimonial, arrombamento de cofre, explosões, furtos e demais tentativas de violência contra bancários, vigilantes, clientes e trabalhadores do ramo financeiro. Essa iniciativa do movimento sindical foi apresentada pelo dirigente João Rufino do Egito Filho, que integrou o Coletivo de Segurança Bancária da Contraf-CUT.

O banco de dados nacional e atualizado sobre os eventos de violência será uma importante ferramenta para que os sindicatos possam cobrar mais investimentos em segurança bancária por parte dos bancos e, dessa forma, preservar a integridade física dos trabalhadores, clientes e usuários.

Durante o evento, também foi apresentada e debatida a possibilidade de implementação do sistema de cofre inteligente em todas as agências bancárias. O equipamento é capaz de destruir as cédulas com uma guilhotina no caso de qualquer tentativa de arrombamento ou violação, o que poderá inibir a ação de assaltantes e, consequentemente, trará mais segurança aos trabalhadores bancários.

Para Marco Aurélio Alves, representante de segurança bancária do Sindicato, o encontro foi muito importante para debater estratégias e propostas de soluções para a falta de segurança nas agências bancárias. “Um dos papeis primordiais do Sindicato é cobrar dos bancos mais investimentos para garantir a segurança dos trabalhadores e da população em geral, pois a vida sempre vale mais que o lucro”, ressaltou.

Compartilhe: