O Sindicato participa a partir de hoje, 2 de abril, dos encontros nacionais dos funcionários do Itaú e do Bradesco. Até quinta-feira, 4, os bancários discutem temas importantes e definem as pautas específicas de reivindicações dos trabalhadores dos dois bancos privados e as estratégias para fortalecer a mobilização, a fim de avançar nas negociações permanentes e ampliar as conquistas.

Os dois encontros reúnem dirigentes de sindicatos e federações de todo país. Os trabalhadores do Itaú se encontram no município de Embu e os do Bradesco no município de Atibaia, ambos no interior de São Paulo.

Itaú

O encontro será dividido em quatro eixos temáticos: remuneração e emprego, saúde e condições de trabalho, previdência complementar e plano de assistência médica.

Estarão em debate os principais temas que atingem os trabalhadores do banco que mais lucra e que mais demite no país. Serão discutidos problemas como demissões, falta de funcionários, péssimas condições de trabalho, horários estendidos nas agências, metas abusivas e programas próprios de remuneração variável, dentre outros.

Também estará na pauta a necessidade de que todos os funcionários tenham previdência complementar, as eleições da Fundação Itaú Unibanco que acontecem em julho, um dos maiores fundos de pensão de empresas privadas, e a discussão sobre um novo modelo de saúde e as condições dos aposentados no plano.

O encontro deve reunir cerca de 150 funcionários de todo o Brasil, que discutirão propostas e construirão uma pauta específica de reivindicações. O encontro tem também o objetivo de abrir um processo de negociação permanente com o Itaú e intensificar a mobilização.

“Neste encontro, iremos discutir principalmente o tema ‘garantia de emprego’, e exigir o fim das demissões desmotivadas e a garantia dos empregos dos funcionários que estão em áreas em extinção, como as ‘plataformas de empresas’ e os supervisores operacionais, cargo que já deixou de existir em várias agências”, explicou o funcionário do Itaú e diretor do Sindicato, Edmar Costa.

Bradesco

O Encontro Nacional dos Funcionários do Bradesco tem como objetivo discutir, entre outros temas, a conjuntura econômica do país, a situação do banco e as condições de trabalho dos funcionários.

Na programação estão previstas também a análise da conjuntura político-sindical, a apresentação da análise do balanço do banco, quadro sobre emprego e estudo sobre remuneração.

Com base nestas avaliações, os funcionários devem traçar um diagnóstico dos principais problemas e definir a pauta de reivindicações, além de estabelecer estratégias de ação para o movimento sindical.

Para o funcionário do Bradesco e diretor do Sindicato, Wellington Cruz Marinho, o encontro é importante para discutir as demandas dos funcionários de todo o país e chegar a um ponto comum. “No Encontro Nacional podemos reunir as reivindicações trazidas por funcionários de todo o país com base nos problemas enfrentados em seu cotidiano. Através dos debates, buscaremos encontrar soluções e construir nossa pauta de reivindicações específicas”, afirmou.

Demais bancos

Nos próximos dias, representantes dos trabalhadores devem organizar também encontros nacionais dos funcionários do Santander e HSBC.

Os congressos nacionais dos empregados da Caixa Econômica Federal e dos funcionários do Banco do Brasil já estão marcados para os dia 17, 18 e 19 de maio.

Também estão sendo organizados congressos e encontros nacionais de funcionários dos demais bancos federais e estaduais.

Campanha Nacional 2013

O Comando Nacional dos Bancários já marcou a data da 15ª Conferência Nacional dos Bancários, que será realizada no Hotel Holliday Inn, em São Paulo, nos dias 19, 20 e 21 de julho.

As datas das conferências regionais, que devem ser concluídas até 15 dias antes da Conferência Nacional, já estão sendo definidas pela Contraf-CUT com as federações de bancários.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: