O Sindicato, representado pela empregada da CAIXA e diretora, Eliana Brasil, participa da reunião que retoma a mesa de negociações permanentes com o banco nesta sexta-feira, 12, em Brasília.

O destaque da pauta são as condições de trabalho, alvo do Dia Nacional de Luta realizado em 20 de junho pelos empregados, por causa do descaso com que a direção do banco lida com denúncias e notificações sobre a precariedade de instalações em suas agências e postos de atendimento.

Há ainda muitos relatos de abuso na gestão, causando pressão desmedida e assédio moral com reflexos danosos para a saúde mental e física dos empregados.

Outro ponto que também será debatido é o assédio moral.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT e Fenae

Compartilhe: