O Sindicato tem reagido contra as demissões no banco Mercantil do Brasil que estão tirando o emprego de centenas de trabalhadoras e trabalhadores em plena pandemia. Para se ter uma ideia, somente no dia 23 de novembro, em torno de 40 funcionários foram sumariamente desligados da empresa.
O Sindicato dos Bancários de BH e Região juntamente com outros sindicatos de bancários de todo o país estão reagindo às demissões com ações na Justiça, campanhas em redes sociais e atos e intervenções políticas nas portas das agências e unidades bancárias.

“As demissões foram intensificadas a partir de junho, apesar do compromisso público assumido pelos bancos de não demitir durante a pandemia. O que vem ocorrendo no Mercantil é desumano, pois por causa das demissões, o atendimento nas agências tem ficado cada vez mais prejudicado e os clientes padecem com as imensas filas nos dias de pagamento de INSS, um verdadeiro absurdo. Por isso vamos intensificar as ações sindicais contra essa política perversa de demissões no banco “, afirma Marco Aurélio Alves, funcionário do banco e coordenador nacional da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do banco.

“Parece que a direção do Mercantil do Brasil se antecipou à Black Friday, para espalhar o medo e o terror dentro de suas agências e unidades de atendimento. A meta do banco é demitir em massa para aumentar o lucro, em detrimento do sofrimento dos trabalhadores e clientes” ,denúncia Vandeci Antônio da Silva, funcionário do banco e diretor do Sindicato.

O Sindicato disponibiliza o seu departamento jurídico para atendimento e representação de todas as associadas e associados que desejarem ingressar em juízo para pleitear a nulidade da demissão e a reintegração ao emprego.

“A Justiça do Trabalho tem concedido liminares favoráveis à reintegração de bancários demitidos durante a pandemia com base justamente no acordo de não demissão firmado pelos três maiores bancos privados do país” declara Ramon Peres, presidente do Sindicato.

O bancário interessado em ingressar com ação individual contra a demissão deve entrar em contato com o Departamento Jurídico do Sindicato pelo telefone (31) 3279-7839 ou 3279-7845. Ou ainda com a assessoria jurídica da entidade pelo telefone (31) 3291-9988.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: