Em mais uma ação contra a reestruturação no Banco do Brasil o Sindicato realizou projeções em prédios do centro de Belo Horizonte denunciando as medidas perversas do banco. O plano da direção do banco prevê o fechamento de agências e outras unidades, a redução do número de caixas, um Plano de Demissões Voluntários (PDV) que tem por meta dispensar 5 mil trabalhadores do banco, além de outras medidas que prejudicam os funcionários. É o desmonte de um banco público que está na linha de frente no atendimento à população durante a pandemia.

 

Compartilhe: