O Sindicato vem recebendo denúncias de bancárias e bancários do Itaú lotados na base de BH e região, principalmente caixas, que vêm sendo transferidos pelo banco de forma arbitrária. De acordo com as denúncias, os trabalhadores vêm sendo transferidos para outras agências sem tomar conhecimento antecipadamente da situação.

Para o bancário de Itaú e diretor do Sindicato, Ramon Peres, o desrespeito do banco chega a tal ponto que muitas vezes os clientes do banco ficam sabendo da transferência antes mesmo do bancário ser informado.

“A situação está muito ruim, pois o banco sequer pergunta ao bancário se o local para onde ele está sendo transferido é próximo de sua casa ou de sua faculdade, contrariando uma negociação que o Sindicato teve com o Itaú que garantia a proximidade do local de trabalho com a residência e a faculdade que o bancário estuda. O Sindicato já está tomando todas as medidas cabíveis para impedir que esse desrespeito continue”, ressaltou Ramon.

 

Compartilhe: