Para defender os bancos públicos contra o desmonte e a privatização, o Sindicato realizou nesta quarta-feira, 8 de novembro, mais um ato público em defesa dos bancos públicos e das políticas públicas por moradia popular. A manifestação ocorreu a partir das 9h, em frente à agência da CAIXA, na rua Maranhão 320 quando os trabalhadores denunciaram os ataques do governo Temer contra o patrimônio do povo.

A defesa dos bancos públicos é uma das resoluções da 19ª Conferência Nacional dos Bancários, tiradas como prioridade da categoria. Além das atividades nas ruas e agências bancárias, realizadas às quartas-feiras, o movimento sindical tem buscado conversar com parlamentares sobre a importância desta luta. No Congresso Nacional, por exemplo, já foi criada uma Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos.

Com atos semanais, estamos chamando a atenção da população para as graves ameaças do governo ilegítimo contra nossos bancos públicos. O desmonte e a possível privatização de instituições históricas como a CAIXA e o Banco do Brasil representam mais um golpe contra o Brasil e trarão prejuízos a toda a população. Não aceitaremos que Temer destrua os bancos públicos, que são fundamentais para o desenvolvimento do país e para garantir inclusão à população mais pobre.

A mobilização de empregados e de toda a sociedade é fundamental para defender a CAIXA 100% pública como a principal agente para a execução de políticas sociais no Brasil. Além do Bolsa Família e do Minha Casa Minha Vida, a CAIXA é responsável por diversos programas de governo destinados à população mais pobre e a estimular a economia, assim como pela gestão do FGTS. “Por isso, a participação de todos é de suma importância para que possamos fortalecer cada dia mais a nossa luta. Faça também a sua parte. Converse com os seus colegas, debata no seu local de trabalho. Essa é uma luta de todos nós” ressaltou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

Confira mais imagens do ato desta quarta-feira:

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe: