O Sindicato protocolou, nesta quinta-feira, 5 de maio, ofício solicitando que o programa de vacinação para imunização contra o vírus H1N1/Influenza seja estendido, gratuitamente ou com desconto, aos dependentes dos funcionários cadastrados no plano de saúde corporativo do Mercantil do Brasil em todo o país.

A sociedade brasileira, em especial os trabalhadores do Mercantil, acompanham alarmados o crescimento no número de infecções pelo H1N1/Influenza, que já provocou diversas mortes pelo Brasil. Por esse motivo, o Sindicato espera que o banco se sensibilize e ofereça esta proteção também aos dependentes dos funcionários, através de assinatura de convênio com a empresa responsável pela vacinação e imunização dos seus trabalhadores.

“A extensão da vacinação e imunização contra o vírus H1N1/Influenza traria mais tranquilidade e alívio a milhares de trabalhadores do Mercantil. Com isso, o banco também poderia mostrar sua preocupação social com o bem-estar dos dependentes dos funcionários e, consequentemente, com a sociedade em geral”, afirmou o funcionário do Mercantil e diretor do Sindicato, Marco Aurélio Alves.

Para Vanderci Antônio da Silva, também funcionário do Mercantil e diretor do Sindicato, o banco teria facilidade em assinar um convênio de extensão de aplicação das doses das vacinas. “Antes de ser um custo ao Mercantil, o Sindicato entende que a extensão do serviço aos dependentes dos bancários seria um investimento para o bem-estar e a valorização de funcionárias e funcionários”, destacou.

Compartilhe: