O Sindicato dos Bancários de BH e Região repudia com veemência a charge publicada pelo Jornal A Tarde, periódico que circula na Bahia, na edição desta quarta-feira, dia 25 de novembro, em que compara os empregados da CAIXA ao bicho-preguiça.

Para o Sindicato, a publicação infeliz demonstra total falta de conhecimento em relação à importância do trabalho dos empregados da CAIXA que, desde o início da pandemia, têm trabalhado incansavelmente neste momento de grave crise sanitária que assola o país e o mundo.

Para a empregada da CAIXA  e diretora do Sindicato, Eliana Brasil,  a comparação preconceituosa não condiz com a realidade dos trabalhadores e trabalhadoras do banco que estão se dedicando intensamente para atender a população e se expondo bravamente ao vírus desde que a pandemia se iniciou. “São os trabalhadores da CAIXA que estão garantindo o atendimento aos milhões de brasileiros, em especial aos trabalhadores mais pobres, que são os que mais necessitam desses serviços que somente a CAIXA presta”, destacou.

O Sindicato se solidariza com todos os empregados da CAIXA que mesmo sobrecarregados, continuam prestando um excelente serviço à sociedade, arriscando suas vidas e de seus familiares. É extremamente ofensivo que o compromisso com a sociedade vulnerável seja tratado com tanto desprezo ridicularizando pessoalmente cada empregado.

Exigimos respeito aos trabalhadores deste banco público, principal responsável pela maioria dos programas que garantem o desenvolvimento econômico e social do Brasil.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com a Contraf-CUT

 

Compartilhe: