Foto: Jailton Garcia – Contraf-CUT

Os representantes dos funcionários do Santander de todo o Brasil, reunidos nestas terça e quarta-feira, 12 e 13 de abril, em São Paulo, definiram as pautas para a renovação da minuta do aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho com o banco. O Sindicato foi representado no Encontro Nacional dos Funcionários pelos diretores Davidson Siqueira, Fernando Lemos e Wagner dos Santos.

No evento, as principais reivindicações foram abordadas em quatro grupos de trabalho. O Grupo 1 – Planos de Saúde e Previdência Privada, apontou que o Banesprev deve ser a entidade previdenciária da empresa responsável pela administração de todos os planos de benefícios de seus funcionários no país, exceto Bandeprev.

No Grupo 2, onde foi abordada a Saúde do Trabalhador, destacou-se a jornada gradual quando do retorno da licença médica, e que o exame demissional seja feito por todos os trabalhadores e sua convocação não aconteça no mesmo dia da demissão.

O Grupo 3, que debateu Emprego e Condições de Trabalho, pontuou a inclusão de uma nova cláusula, em que a Garantia de Emprego, caso haja reestruturação do banco que impacte na empregabilidade, com redução de postos de trabalho, possa ser debatida junto aos sindicatos. Também foi discutido o impacto da Avalição de Desempenho na concessão de bônus, transferências, demissões, entre outros casos, assim como a inserção de cláusulas no aditivo sobre o fim do banco de horas.

Já o Grupo 4 – PPRS pediu para que fosse incluída na minuta uma cláusula que se reporta à discussão da cláusula 57 da CCT 2015/2016, além de aumentar o patamar mínimo do PPRS. Para que isso ocorra, foi definida uma maior divulgação do Programa.


Diretores do Sindicato Fernando Lemos, Davidson Siqueira e Wagner dos Santos participaram do encontro.
Foto: Arquivo Sindicato
 
 
Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: