Neste mês de setembro, trabalhadoras e trabalhadores em todo o país lançaram nacionalmente a Campanha Pela Anulação da Reforma Trabalhista. O objetivo é coletar 1,3 milhão de assinaturas para um Projeto de Lei de Iniciativa Popular que propõe a revogação da Reforma Trabalhista de Temer, prevista para entrar em vigor no próximo dia 11 de novembro.

Em Belo Horizonte, o Sindicato se mobiliza juntamente com a CUT/MG para coletar as assinaturas. Nesta quarta-feira, 28, um ato foi realizado pelo Sindicato em defesa dos bancos públicos, no centro da capital mineira, e houve também a coleta de assinaturas contra a reforma trabalhista. Além disso, uma tenda se encontra em frente ao Sindicato para estimular a participação da população no abaixo-assinado. Para aqueles que desejam contribuir com a Campanha, o modelo de abaixo-assinado está disponível aqui.

Após o recolhimento das assinaturas em todo o país, o projeto será entregue à Câmara dos Deputados, com o lançamento de uma nova etapa da campanha, para exigir a votação da proposta. O objetivo do Projeto de Lei de Iniciativa Popular é fazer com que essa medida se some a outras 11 leis revogadas por meio desse instrumento.

A campanha pela anulação da Reforma Trabalhista foi aprovada pelas confederações, federações e sindicatos da CUT durante o último Congresso Extraordinário da central.

A presidenta do Sindicato, Eliana Brasil, destaca que só a mobilização popular poderá barrar os graves retrocessos impostos pela reforma aprovada no Congresso. “Em total desrespeito a conquistas históricas dos trabalhadores, parlamentares comprometidos com as grandes empresas aprovaram um verdadeiro desmonte da legislação trabalhista brasileira. Quando passar a valer, a lei destruirá importantes direitos e enfraquecerá a organização dos trabalhadores, além de dificultar o acesso à Justiça do Trabalho. Não podemos aceitar este grave ataque às nossas conquistas e, por isso, continuamos nas ruas em busca da anulação da reforma trabalhista”, afirmou.

Confira vídeo que trata da Campanha e das formas de participação:

 

Compartilhe: