Sete emendas de parlamentares de diferentes partidos foram apresentadas, na Câmara dos Deputados, para incluir bancários entre as categorias prioritárias do Programa Nacional de Imunização (PNI). A apreciação das emendas depende da votação do texto principal da MP 1039/21, que recriou o auxílio emergencial.

Na última semana, após divergências na Câmara dos Deputados, a votação do Projeto de Lei foi adiada. Tanto o texto original quanto o texto-base da relatora priorizam mais trabalhadores, mas deixam de fora a categoria bancária.

Além das emendas à MP do auxílio emergencial, destaques ao PL 1011/20  também buscam incluir bancários da CAIXA na lista prioritária de vacinação, considerando a probabilidade de aumento de fluxo e risco de contágio nas agências com o pagamento do auxílio emergencial.

O líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Elvino Bohn Gass (RS), exigiu em plenário a votação imediata da medida provisória.

O Sindicato, juntamente com a Contraf-CUT, reivindica que os bancários estejam na lista, já que a atividade é considerada essencial desde o começo da pandemia. A entidade promove um abaixo-assinado virtual e já enviou cartas a parlamentares, prefeitos das cidades da base de BH e região e para o governador de Minas Gerais.

Confira as emendas apresentadas pelos parlamentares:

Emenda 25 – deputado Luiz Carlos Motta (PL/SP) – Inclusão dos bancários entre os grupos prioritários para vacinação contra a Covid-19.

Emenda 24 – deputado Pedro Uczai (PT/SC) – Inclusão dos bancários entre os grupos prioritários para vacinação contra a Covid-19.

Emenda 25 – deputado Luiz Carlos Motta (PL/SP) -Inclusão dos bancários da Caixa Econômica Federal que estão prestando atendimento presencial durante o calendário de pagamento do auxílio emergencial no grupo prioritário para vacinação.

Emenda 36 – deputado Tadeu Alencar (PSB/PE) – Considera-se grupo prioritário para o recebimento da vacina contra o Covid-19 os funcionários da Caixa Econômica Federal que realizem atendimento presencial para pagamento do Auxílio Emergencial.

Emenda 67 – deputado Orlando Silva (PCdoB/SP) – Os bancários da Caixa Econômica Federal, que estão na linha de frente no atendimento dos serviços essenciais à população, deverão ser incluídos no grupo prioritário para vacinação.

Emenda 93 – deputado Christino Áureo (PP/RJ) – Fica incluída a categoria dos bancários entre os grupos prioritários para vacinação contra a Covid-19.

Emenda 150 – deputado Pompeo de Matotos (PDT/RS) – Fica incluída a categoria dos bancários entre os grupos prioritários para vacinação contra a Covid-19.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: