Em uma importante vitória, a Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa) e a Contraf-CUT, da qual o Sindicato faz parte, conseguiram uma liminar prorrogando o prazo da reestruturação na CAIXA até que haja negociação com os trabalhadores.

Essa decisão é fruto da mobilização dos empregados que, juntamente com as entidades representativas, não têm medido esforços para barrar essa medida unilateral e autoritária que, caso implantada, prejudicará a todos.

A liminar é clara ao afirmar que: “Defiro a tutela antecipada para determinar o imediato sobrestamento do processo de implementação do novo plano até que haja a realização de reunião e de tratativas no âmbito da Mesa Permanente de Negociação e para reformular o cronograma de adesão, fixando novos prazos para adesão por qualquer dos empregados da reclamada, em prazo não inferior a 15 (quinze) dias, em atenção ao princípio da razoabilidade, a correr após a conclusão do trabalho da aludida Mesa Permanente de Negociação.

Sem prejuízo de outras sanções processuais e da responsabilidade administrativa e criminal dos dirigentes da reclamada, fixo multa diária de R$ 500.000,00 em favor da autora em caso de relutância, resistência, embaraço ou recusa no cumprimento da presente tutela provisória de urgência”.

Representantes dos empregados se reúnem com o banco nesta quarta-feira, 12, para negociar. Já na quinta-feira, 13, empregadas e empregados realizam um Dia Nacional de Luta e se vestem de preto em protesto contra a reestruturação.

Veja vídeo da CEE/Caixa sobre a liminar:

 

 

Compartilhe: